Recém-nascido com diarreia

A denominação é diarreia mesmo e portanto não dá para fazer floreados, é chato e pior só mesmo bebés que têm dificuldade em fazer cocó.  Segundo me explicaram considera-se diarreia, quando há um aumento visível na quantidade de vezes que o bebé defeca. Não se vê apenas pela consistência do cocó, já que nos bébés é quase sempre bastante liquído.

A Benedita, desde que nasceu, já teve 4 episódios que duram mais ou menos uma semana. Das primeiras 3 vezes, bastou-me fazer uma ligeira dieta (não ingerir muitos laticínios e comer alimentos conhecidos por não acelerar o trato intestinal) e fazer o suplemento em água de arroz. Contudo, desta última vez, não estava a normalizar e antes que ficasse com o rabiosque assado ou com fissuras por causa da acidez do cocó, trocamos o leite adaptado Aptamil HA1 que ela bebe habitualmente no suplemento, pelo leite de soja Visoy, que é substancialmente mais caro… mas que valeu a pena cada cêntimo. No segundo dia vimos logo melhorias e continuamos a dar até ter terminado a lata. Ontem, voltamos ao suplemento habitual, Aptamil HA 1. Para já está tudo bem, mas não vou hesitar em comprar novamente o Visoy, se ela voltar a ficar mal da barriguinha.

O Visoy foi o leite que o meu marido usou na primeira filha, que era muito presa e experimentou todo o tipo de leites, porque sofria imenso com cólicas e apenas viu melhorias com este último. Todavia, na farmácia informaram que, para situações de diarreia como a da Benedita, qualquer leite sem lactose é suficiente.

Continuo a dar-lhe Biogaia, aconselhada pelo pediatra que indicou que este é um probiótico que serve para normalizar o trânsito intestinal e, como tal, pode ser administrado continuadamente. Disse-me  ainda que só podemos considerar gastroentrite quando a diarreia é acompanhada de febre e/ou vómitos, como ela não teve uma nem outro não podiamos considerar doença. O que é certo é que eu sei a quantidade de vezes que a Benedita faz cócó e tinha aumentado substancialmente. Além disso a consistência do cocó também tinha mudado, era uma água verde e ela chorava muito mais que habitualmente, por isso não sendo gastroentrite, tinha que fazer alguma coisa para normalizar o trato intestinal dela, o Biogaia por si só não estava a resultar e, como última medida, resolvemos mudar o leite.

Obviamente, não devem mudar o leite ou tomar destas medidas sem antes consultar o médico pediatra, mas é sempre bom saber como agem outras mamãs nestas situações! Como fazem vocês com os vossos bebés?

*AMG*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s